9 Dicas Valiosas Para não Engordar na Páscoa

A Páscoa é um verdadeiro desafio para qualquer dieta! Chocolates, doces, balas, jujubas, sobremesas, almoços e jantares fartos podem comprometer seriamente a sua dieta se você não for equilibrado.

Assim, para te ajudar, separamos algumas dicas para que você possa se divertir durante a Páscoa, mas sem sacrificar a sua dieta.

#1 Não comprar grandes quantidades de chocolate

Basta comprar uma pequena quantidade de chocolate de boa qualidade, ao invés de muitos quilos de chocolate de má qualidade. E o que isso quer dizer quando se trata da minha dieta?  Ao menos no que toca ao aspecto nutricional o chocolate mais escuro tem mais oxidantes. Desse modo, aposte nos chocolates 60% cacau, por exemplo, que matam aquela vontade de comer doce, mas não são tão prejudiciais para a sua saúde (e para a barriguinha).

#2 Coma chocolates só durante a sobremesa

Não fique comendo chocolates a cada minuto só porque é Páscoa. Comer ovos de Páscoa com o estômago vazio aumentará os níveis de açúcar no sangue. Com isso, o seu organismo vai entender que você está em uma “montanha-russa” de fome e energia. A ingestão adequada de pequenas porções de chocolate é recomendada depois de uma bela refeição salgada, à base de fibras e proteínas.

#3 Divida os seus doces

Aproveite o espírito da Páscoa e divida seus doces com familiares e amigos, ou mesmo faça uma doação. Ganhou muitos chocolates? Tente não deixar muitos na sua casa, para não cair em tentação!

#4 Coma pequenas quantidades de chocolate sempre

Pesquisas recentes indicaram pessoas saudáveis e com o peso ideal que comem chocolate regularmente e têm Índice de Massa Corporal (IMC) menor do que as pessoas que excluíram o doce de suas vidas. Um coelho maciço de chocolate pode ter até 1.075 calorias, ou seja, tem quase 90% da quantidade de calorias que você poderia ingerir na sua dieta para emagrecer. Já um coelho oco (só com a casquinha de chocolate) tem aproximadamente 75 calorias. Como se vê, a diferença é gritante.

#5 Abasteça a geladeira

Compre muitos alimentos saudáveis ​​deliciosos e deixe-os “na mão”, assim que você não irá escolher automaticamente os ovos da páscoa. Encontre substitutos saudáveis ​​para o chocolate que ainda satisfazem seus mais doces desejos! O cacau em pó é um excelente aliado (sem muitas calorias) e pode ser usado para fazer chocolate quente, chocolate batido no liquidificador geladinho e outros. Faça espetinhos de frutas e mergulhe-os no chocolate meio amargo.

#6 Experimente o cacau natural

Você já experimentou a fruta cacau? É o chocolate em sua forma natural, mas com muito mais antioxidantes, cálcio e potássio. O cacau aumenta nossos níveis de serotonina, atuando como antidepressivo, reduzindo a TPM e melhorando ligeiramente o humor.  O cacau, como quase qualquer outra fruta, pode ser usado para cozinhar. Você sabia que são as sementes do cacau que são usadas para fazer o chocolate? Então retire cada semente e vá saboreando como você faz com a jaca.

#7 Aproveite a Páscoa e coma chocolate

A Páscoa é uma ocasião especial e é aprovado comer algum chocolate. Se você se privar totalmente do alimento é mais provável que da próxima vez que você o comer poderá passar dos limites.

#8 Anote tudo o que  você come

Anotar tudo o que você come na forma de um diário alimentar pode te ajudar a perder muito peso. Sendo em tabelas ou diários, você vai se recordar do quanto já comeu e pensará muitas vezes antes de ingerir quantidade grande de alimento como o chocolate. Estudos já comprovaram que essa é uma prática eficaz para manter a dieta na linha.

#9 Queime calorias

Aproveite o feriado para fazer atividades físicas com a família. Pedale, nade, corra, brinque com as crianças ou com os amigos. Quanto mais calorias você queimar menor serão os efeitos do chocolate extra que você vai comer.

Aproveite a Páscoa da melhor forma possível. Como pudemos ver, o chocolate não precisa ser o vilão ou o centro das atenções. Priorize sua família. Use os feriados para guardar lembranças (e não gordurinhas a mais!). Sua saúde e a balança agradecem!

E você, como pretende manter a dieta na Páscoa? Quais são seus segredinhos para “não enfiar o pé na jaca”? Compartilha aí!